quarta-feira, 27 de julho de 2016

Dia I - Dia de Conscientização da Inclusão


A ESCOLA INTEGRADA

       A EM Azerbaijão atende ao primeiro segmento do Ensino Fundamental, contemplando em 2016 a uma clientela do 1º ao 5º ano e uma turma do Ensino Especial, de alunos com Deficiência Intelectual.
       Em diversas classes regulares, o trabalho de inclusão já vem sendo realizado desde março, quando a escola foi inaugurada, à medida em que há alunos com necessidades especiais integrados, criando assim uma vivência constante e um aprendizado mútuo contínuo e favorecendo as relações interpessoais e sociais que contribuem para o processo ensino-aprendizagem.
      Podemos notar que, durante todo período letivo, toda a escola se manteve unida em um mesmo propósito, visando alcançar êxito no trabalho de inclusão, fomentando o respeito às diferenças individuais.
    É visível o comprometimento docente em realizar um trabalho eficiente, adaptando atividades, trazendo novidades e compartilhando metas, bem como trocas de experiências que sirvam de suporte à conscientização inclusiva.
      Não só há a integração de alunos de salas regulares. Os alunos da Classe Especial de nossa escola também estão inseridos no contexto escolar. Eles participam das aulas de Educação Física junto com outras turmas, favorecendo sua integração e aceitação. Esse convívio beneficia a todos e traz alegria e satisfação.
   Na sala de leitura, ambiente cujo projeto “OLIMPISMO” enfoca valores olímpicos e paralímpicos para a escola, os alunos da Classe Especial ouvem histórias e trocam experiências e são desafiados a participarem de tudo que lhes é proposto.
      Por ser uma escola nova para todos, o espaço é de conhecimento e de reconhecimento e já começamos a perceber grandes avanços na perspectiva de inclusão, porém ainda há obstáculos e barreiras que ainda temos que superar. Mas como a equipe mostra-se unida, trabalhando com determinação e respeito ao próximo, favorecendo as relações da amizade, acreditamos que não faltará inspiração e coragem para seguir em frente e alcançar a excelência que é o objetivo de todos.


A SEMANA DE INCLUSÃO

    Em nossa semana de inclusão, lemos na Sala de Leitura do livro “O meu amigo Paulinho”, de José Carlos Serrano Freire. A história traz à tona a ideia de diversidade e de amizade vista pelos olhos do amigo do “Paulinho”, que é um cadeirante. Com esse tema, as crianças foram instigadas a refletir e debater sobre as diferenças individuais que nos tornam iguais e a respeitá-las.
     O filme PARATODOS, que já havia sido exibido para os alunos do 5º ano no mês de junho, voltou à tela da Sala de Leitura com o episódio do Atletismo e mais uma vez foram evocados os valores paralímpicos: determinação, coragem, igualdade e inspiração.
    Refletiram sobre a frase citada no documentário pelo diretor do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons: “Se você olhar a pessoa e ver o potencial que ela tem ao invés do que ela não consegue fazer, você perde a visão do coitadinho”.
     Nas salas de aula, a proposta foi de que os alunos desenhassem em corações a si próprios e um amigo especial.
     Foram confeccionados murais olímpicos, trabalhando os valores paralímpicos e um mural com recortes pintados do contorno das mãos de todos os alunos da escola, convergindo a ação que já fora desenvolvida no projeto da Sala de Leitura com o Dia I.



  

O DIA I

          Todos os corações desenhados nas salas de aula foram unidos na montagem de um lindo mural com a frase: “SOMOS TODOS IGUAIS NAS DIFERENÇAS”.
          Todos os alunos foram reunidos no pátio da escola, onde recebemos a visita do ex-aluno da rede, Rogério Gomes, com síndrome de down, formado no Ensino Médio e que trabalha em uma rede de restaurantes muito conhecida na área próxima à escola. Por isso, muitos alunos já o conheciam. Rogério participou de um debate em que pôde contar muito sobre suas experiências e ainda respondeu a curiosidades das crianças.
          Recebemos ainda a visita de pais de alunos da Classe Especial para assistir a este momento, que terminou de forma muito alegre. Todos queriam fotografar com o Rogério, reproduzindo, em libras, o I de Inclusão.
       Acreditamos que o dia tenha sido proveitoso para todos os envolvidos e que, na verdade, tenha sido uma culminância de tudo que já foi trabalhado no contexto de Educação Inclusiva, durante o primeiro semestre, nesta Unidade Escolar.

        
            

(adaptação do texto da professora Lilian Fortunato)

3 comentários:

  1. Lilian Stersi Fortunato27 de julho de 2016 19:19

    Sensacional!!! Viva a Inclusão!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns à escola e à seu corpo docente. Somente com educação mudaremos nosso país!

    ResponderExcluir